Foi anunciado a aprovação do Auxílio Brasil de R$ 600  para famílias de baixa renda no país. O aumento para elevar a tarifa do Auxílio Brasil de de 400 reais para 600 reais foi aprovado e o governo federal tem como plano utilizar parte do recurso para a inclusão de famílias de baixa renda que estão à espera para ter acesso ao benefício. Cerca de 2,78 milhões aguardam para entrar no programa

O calendário do Auxílio Brasil de julho já foi definido e os valores deverão ser depositados nas contas dos beneficiários em breve.

É importante destacar que o aumento do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 não deverá acontecer em julho, dessa forma, o reajuste deverá valer apenas a partir do mês de agosto.

De acordo com a o governo o aumento do benefício, o adicional de R$ 200 deverá ser pago em 5 parcelas, ou seja, o aumento do Auxílio Brasil vai durar apenas até o mês de dezembro, voltando ao antigo valor após esse período.

Consultar o valor do Auxílio Brasil de julho

Os beneficiários do programa social podem consultar o valor que será depositado nesse mês dentro do aplicativo do Auxílio Brasil ou do Caixa Tem.

No sistema do Auxílio Brasil, basta ir até a opção “extrato de pagamentos”. No Caixa Tem, o valor também fica disponibilizado para consulta na opção “consulta de saldo”.

Quem vai receber o Auxílio Brasil em Julho?

Os cidadãos que desejam entrar para a lista do Auxílio Brasil precisam entender as regras do programa. De modo geral, os valores são pagos para as pessoas que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza, cuja renda familiar não ultrapassa R$ 105 e R$ 210, respectivamente.

Desde o anúncio do Auxílio Brasil, no valor de 600 reais, milhares de pessoas demonstraram grande interesse em recebê-lo. No entanto, nem todos têm acesso a esse valor. Isso porque a ideia do governo é incluir 2 milhões de novas famílias que já estão na lista de espera.

Não existe uma inscrição direta no Auxílio Brasil, para ser beneficiado pelo pagamento é preciso primeiro estar no Cadastro Único. Por meio desta base de dados que o Ministério da Cidadania fará a seleção de novos contemplados. Por isso é tão importante estar com o cadastro atualizado.

Hoje, o Auxílio Brasil paga R$ 400 para 18,1 milhões de famílias. A partir do próximo mês deve depositar R$ 600 para 20 milhões de famílias. Os novos inscritos são pessoas que estão na fila de espera, ou seja, são elegíveis ao programa, mas não foram inclusas por falta de orçamento.

Mas Como faço a minha Inscrição no Auxílio Brasil de R$ 600?

Para receber o Auxílio Brasil de R$ 600 as famílias devem cumprir alguns requisitos. Sendo:

Estar inscrita no Cadastro Único;

Possuir renda de até R$ 105,01 por pessoa da família para linha de extrema pobreza;

Possuir renda de até R$ 210,00 por pessoa da família para linha de pobreza.

Quem já possuí inscrição no CadÚnico, está um passo a frente dos demais. Já que o governo não tem expectativas de incluir novos beneficiários esse ano, além dos 2 milhões, devido a falta de orçamento.

Como ser aprovado no programa social

O governo usa alguns critérios de prioridade para selecionar os novos beneficiados pelo Auxílio Brasil. Por exemplo, priorizando as famílias com crianças, gestantes e aquelas chefiadas por mulheres.

No geral, os interessados devem seguir esses passos para buscar a aprovação no programa:

Faça sua inscrição no Cadastro Único em uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do seu município; ou

Atualize os dados do Cadastro Único diretamente no CRAS, entregando documentos de renda, endereço e certidões de identificação dos membros da família;

Mantenha a frequência escolar das crianças e adolescentes;

Mantenha atualizados os cadastros em plataformas de reconhecimento social do município.

Para quem precisa atualizar os dados, acesse o aplicativo do Cadastro Único e confira se o seu cadastro está desatualizado. Em caso afirmativo, procure o Cras para regularização.


--E Quando começa o pagamento de R$ 600 do Auxílio Brasil? 

Como a proposta em questão trata-se de um aumento temporário de R$ 200 no valor pago usualmente de R$ 400 pelo Auxílio Brasil, todos aqueles que já recebem o benefício terão direito ao aumento. 


O beneficiário recebera os R$600 através do cartão da conta corrente ou caixa tem e poderá utilizar para fazer Pix, pagar boletos ou fatura do cartão de credito e conta de consumo

Como transferir o Auxílio Brasil pelo PIX?

Vai receber o benefício e não sabe como movimentar? Veja como transferir o Auxílio Brasil pelo PIX para outras contas bancárias.
O calendário do Auxílio Brasil de julho já foi divulgado e mais de 18 milhões de pessoas terão acesso ao Programa.
O dinheiro do benefício pode ser sacado ou até mesmo transferido para outras contas. Por isso, neste artigo vamos mostrar o passo a passo de como transferir o Auxílio Brasil pelo PIX. Acompanhe:

É possível transferir o Auxílio Brasil pelo PIX?
Sim. Após a data liberada no calendário, o beneficiário já consegue movimentar o dinheiro. É possível fazer saques ou transferir para outras contas.
Lembrando que, além de transferir o Auxílio Brasil pelo PIX, o indivíduo consegue movimentar através de DOC ou TED. Mas o PIX é a melhor alternativa por ser o processo em que o dinheiro fica disponível mais rapidamente.
Vale ressaltar que o Ministério da Cidadania iniciou o envio do cartão do Auxílio Brasil para as famílias que foram inclusas por último no programa. Isso porque estas pessoas não tinham o cartão do Bolsa Família, que ainda pode ser utilizado.
O cartão será de chip e permitirá, inclusive, que o beneficiário possa fazer compras no débito, sem a necessidade de sacar.

Passo a passo para transferir o Auxílio Brasil pelo PIX
É possível transferir o Auxílio Brasil pelo PIX para qualquer outra conta, seja corrente ou poupança. Confira como fazer:

1º passo: Na tela principal do aplicativo, selecione a opção PIX;
2º passo: Em seguida vá para a opção “Pagar”;
3º passo: Na tela seguinte, defina se você quer fazer a transferência por QR Code ou pela chave PIX;
4º passo: Se escolher QR Code será preciso utilizar a câmera, mas ao selecionar a chave PIX, defina qual tipo será: telefone, e-mail, CPF, CNPJ ou chave aleatória);
5º passo: Insira a informação da chave PIX e o valor a ser transferido;
6º passo: Verifique se os dados preenchidos estão corretos e depois clique em “Sim, digitar senha”;
7º passo: Insira sua senha do Caixa Tem e aguarde a transferência ser concluída;
Pronto. O dinheiro é transferido de forma imediata e o processo pode ser feito em qualquer dia e horário. Mas é importante lembrar que no Caixa Tem só é permitido fazer PIX com o limite de R$ 600.
Você tem mais alguma dúvida sobre como transferir o Auxílio Brasil pelo PIX? Caso tenha, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Fonte: g1.globo